Leco Salazar vence na Praia Mole - Brasileiro Sup Wave 2016

Após três dias de intensas disputas chega ao fim a primeira etapa do Circuito Brasileiro de SUP Wave. O Praia Mole Wave Challenge contou com a presença dos melhores SUP surfistas profissionais e amadores do Brasil para disputas intensas e emocionantes.

Sete categorias definiram seus campeões nesta competição realizada pela Confederação Brasileira de SUP (CBSUP), um feito que vale a pena ser ressaltado em tempos de crise.
“Acredito que esse evento marcou um novo destino para competições de SUP Wave no Brasil. A Praia Mole tem as condições ideais para futuras etapas de Brasileiros de altíssimo nível, tanto pela constância das ondulações, como pela estrutura disponível para eventos esportivos”, declarou Ivan Floater, presidente da CBSUP.

Segundo Antonio Gonzaga, um dos proprietários do Praia Mole Hotel, patrocinador máster do evento, essa competição foi mais uma oportunidade para promover o potencial da região para a prática do stand up paddle: “Foi mais uma grande oportunidade para promover Florianópolis e a Praia Mole como um grande destino para a prática de esportes náuticos e esportes de ação e de receber atletas de todo Brasil que são hóspedes que adoramos receber”, disse.

Já os atletas foram brindados por um evento de alto nível. E se as ondas se mostraram desafiadoras em alguns momentos, por conta dos fortes ventos, as disputas foram eletrizantes.


Na grade final do Profissional Masculino, Leco Salazar, que foi o primeiro campeão brasileiro de SUP Wave da história da CBSUP, em 2009, conquistou uma nova vitória em provas do circuito nacional após sete anos:
“A vitória veio no momento certo. Estava há um tempo sem vencer um campeonato de projeção nacional e foi importante para resgatar o nome da família Salazar e de toda a nossa trajetória de conquistas. Isso mostra que sigo evoluindo tanto como pessoa como competidor e aprendendo muito com essa nova geração que vem elevando o nível do esporte”, disse Leco Salazar, grande campeão da categoria profissional, com direito a nota 10 durante a semifinal.

Em meio a ondas difíceis, devido aos fortes ventos, Luiz Diniz, Adriano Trinca Ferro, Kauan Terra e Leco Salazar protagonizaram uma final emocionante.

Luiz Diniz assumiu a liderança já nos minutos iniciais, enquanto Leco foi subindo de produção ao longo da bateria e, nos minutos finais, conseguiu uma virada emocionante e conquistou a vitória. Diniz ficou com a segunda colocação, Adriano Trinca Ferro terminou em terceiro e Kauan Terra, grande revelação da competição, terminou na quarta colocação.

Na final profissional feminino, Aline Adisaka sagrou-se campeã após uma disputa acirrada contra Louisie Frumento. Madu Lula ficou com a terceira colocação e Paula Waltrick terminou em quarto.

Na Profissional Master a disputa terminou com a vitória de Evandro Santos, com Jeferson Comarú em segundo, Rodrigo Tremembé em terceiro e Leonardo Viana em quarto.

Nas categorias amadoras, Caroline Farias venceu a Amador Open Feminino, Angela Bauer venceu a Master Feminino, e o grande destaque da prova, Kauan Terra, de apenas 14 anos que, além da final na categoria Profissional, onde conquistou a quara colocação, ficou com a primeira colocação na categoria Junior e Amador Open. Já Takeshi Oyama, foi o vencedor da categoria Kids, cujo título foi definido no dia anterior.

Mais informações sobre o Circuito Brasileiro podem ser obtidas no site da Confederação Brasileira: www.cbsup.com.br


Por Pulso Assessoria