Leco vence etapa do Mundial em Ubatuba 2013

Leco vence etapa do Mundial em Ubatuba.
Leco Salazar venceu a etapa brasileira do Circuito Mundial de SUP e no feminino Kate Brandi foi bicampeã em Ubatuba. O Brasil dominou geral.

Os brasileiros dominaram a segunda etapa do SUP World Tour 2013. Dessa vez tudo deu certo para o santista Leco Salazar nas boas ondas de Itamambuca, Ubatuba, Litoral norte de São Paulo. Ele, que no ano passado perdeu para Mo Freitas, venceu o Ubatuba Pro Grand Slam.


Numa final emocionante, Leco, atual campeão mundial de SUP, escolheu as melhores ondas e foi quase perfeito em suas manobras. Liderou a disputa do começo ao fim. Caio Vaz foi o vice, depois de passar pelo australiano Justin Holand, que ficou em terceiro. O havaiano Mo Freitas, campeão de 2012, foi penalizado com interferência sobre Caio e terminou na quarta colocação.

Aliás, as interferências pesaram nas finais. Entre as meninas a guarujaense Kate Brandi foi a grande campeã, seguida de Nicole Pacelli e Aline Adisaka, em terceiro. A espanhola Iballa Moreno, também cometeu uma interferência e ficou com a quarta colocação.

Estou super feliz pela vitória aqui no Brasil. Quero agradecer aos meus patrocinadores, que nessa semana confirmaram que irão me patrocinar no Circuito Mundial neste e no próximo ano, então esse título veio coroar isso. É mais um que fica no nosso país, mesmo com os melhores do mundo aqui. Eu consegui encontrar as ondas que não achei na semifinal e Deus sabe o que faz. Acho que, além de ser um bom surfista, o competidor tem que ter sorte, sintonia com o mar. Tudo fluiu bem pra mim na bateria", declarou Leco, com humor bem diferente do ano passado.

O jovem Mo, havaiano filho de brasileiros, declarou: "Vir para o Brasil é sempre muito bom e fazer outra final é melhor ainda. Tenho apenas 15 anos e estou no início da minha vida competitiva, então fiquei feliz só por chegar à final de novo. Quero apenas seguir dando o meu melhor nas competições".

A sábia decisão do diretor de prova, organização do evento e atletas de não terminarem as triagens na sexta-feira provou-se corretíssima. Os oito ocupantes das vagas que restavam para o evento principal estavam definidos nas quartas de final da triagem.

Com isso ganharam tempo e puderam consagrar seu campeão ainda no sábado de boas ondas. O resultado apareceu, por exemplo, quando o bicampeão mundial [2010 e 2011], Kai Lenny, conseguiu uma nota 10 e somou 19 pontos de 20 possíveis para vencer seu conterrâneo Mo Freitas. O santista Renato Wanderley, mesmo ficando fora das quartas de final, deu um show. Ano que vem, já confirmaram, tem mais Mundial de SUP em Ubatuba.